domingo, 23 de abril de 2006

Efeitos secundários de trabalhar em casa pela madrugada

Esqueçam a zoofilia, esqueçam o fistfucking, a cópia de segurança da Barbarella e os CDs refundidos Best of Samantha Fox e os últimos dos Madredeus.
Esqueçam o cross-dressing, o esquentamento e a cara da farmacêutica, comprar o DN pelas crónicas do João César das Neves e a secção de classificados Relax (com uma flagelação penitente no entrementes), dar tampas pelo telefone, escavar digitalmente com sistematicidade as cavidades nasais e invectivar contra o Abrupto Pacheco em caixas de comentários.
O anonimato nos blogues foi feito para confessar coisas como esta: no desespero das 5 da manhã, eu assisti na TVI a episódios d’«As Feiticeiras».

2 comentários:

Ana de Amsterdam disse...

Ora, querido, podia ser pior...Se bem que talvez nao! Beijos

julinho da adelaide disse...

Ahhh, agora ficou bem melhor...