sexta-feira, 8 de setembro de 2006

A virtude inconsequente

Leio na bula de um antibiótico ao acaso que necessitaria de uma dose menor do dito para curar gonorreia do que a que uso tomar para problemas a priori teoricamente menores.
É quando uma criatura está em baixo que lhe lembram que, com os mesmos custos pessoais, a sua vida podia ser bem mais recreativa.

2 comentários:

Pé de Tulipe disse...

Chiça!! Já tinha saudades!! [Ainda que este comentário não fique muito bem neste post...]

julinho da adelaide disse...

Chiça!! Também eu!! (de facto...)
Claro que não sei lá muito bem de que é que tinhas saudades, pelo que relembro que para queixas de orientação editorial se tem mesmo que preencher o respectivo formulário na recepção, e para queixas da crescente inanidade mental que corrói este negrume... bom, isso é mesmo inapelável...