domingo, 26 de fevereiro de 2006

Contraponto

Ao invés das litanias virtuais, a blogosfera também pode ser uma amplificação refractada da solidão.

4 comentários:

PK? disse...

Em muito casos assim será, à semelhança do que acontece noutras esferas. Mas pode também ser uma boa oportunidade para muitos de nós se sentirem muito bem acompanhados neste magnífico blog. Bj

julinho disse...

Hesito entre agradecer-te o imerecido lisonjeio ou censurar-te o mau-gosto leitor (ainda que certamente isolado a este caso). Terei que me quedar pela harmonia e superior eloquência de lhe repenicar um ósculo na bochecha virtual.

Walrus disse...

O partilhar virtual, ainda que limitado, alimenta saudades. O que no limite não sei se é positivo (risos)

julinho disse...

Cada um saberá onde instala o acalento. A memória é um dos seus redutos privilegiados, que se pode ficar pelas saudades. Mas o upgrade da memória transfigurada/renovada no virtual, no agridoce das já não só saudades mas saudades a fazerem-se novo partilhar, não será acolhimento de desprezar. Principalmente se viajar bem de um lado ao outro. Digo eu... Com ESSA picada presente do passado, vivo bem. Bastante bem.